Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, São Paulo

Após PDV, governo quer adiar aumento de servidores

Publicado em 27/07/2017

Fonte:


Labirinto: sem crescimento, não há corte que resolva

Nos últimos dias, o governo Temer aumentou impostos dos combustíveis, abriu programa de demissão voluntária para servidores públicos e agora estuda adiar aumentos programados para o funcionalismo, além de cortar o abono salarial para os mesmos. A informação é do jornal Valor Econômico.

O objetivo é o mesmo de sempre: controle de gastos. A dupla Temer/Meirelles demonstra estar perdida em sua pauta “disco riscado” para a economia e não consegue viabilizar uma saída para equilibrar as contas públicas. A verdade é que a obsessão do “ajuste” apenas enxuga gelo, pois não reanima a economia e não amplia a arrecadação.

Prova de que os cortes não têm produzido resultados, a União fechou o primeiro semestre com o déficit recorde de 56 bilhões nas contas públicas. Por outro lado, os investimentos federais estão estrangulados: apenas R$ 16,9 bilhões, queda de 36,7% em relação ao mesmo período de 2016.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *