Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, São Paulo

CTB-SP e Frente Brasil Popular pressionam deputados a votar pelo afastamento de Temer

Publicado em 01/08/2017

Fonte:


Movimentos denunciam compra de votos para manter Temer no cargo

Dirigentes da CTB-SP e lideranças de entidades da Frente Brasil Popular estiveram no Aeroporto de Congonhas, na manhã desta terça-feira (01/08), para pressionar os parlamentares a votarem pelo afastamento de Michel Temer, dando prosseguimento à denúncia feita pela PGR e investigação no Supremo Tribunal Federal. A sessão que apreciará o tema está marcada para quarta, 02/08.

A manifestação distribuiu notas de dinheiro falso aos parlamentares da base aliada, simbolizando o dinheiro da JBS e a compra de votos que o governo tem feito para garantir o mandato de Temer. “O governo aumenta gasolina, abre programa de demissão de servidores, quer ampliar o rombo orçamentário, mas gasta bilhões para comprar votos e evitar a cassação. É um absurdo”, disse Onofre Gonçalves, diretor da CTB-SP.

Para o sindicalista, a baixa popularidade e aumento da rejeição ao presidente são frutos das políticas de corte de direitos e da intensa resistência do movimento sindical e dos movimentos sociais. “Mesmo se ele ganhar essa primeira votação, a margem vai ser pequena, mostrando que o governo está morto. Temos que manter essa pressão, buscar a unidade das centrais sindicais, buscar apoio no povo para derrotar o governo e suas reformas”, concluiu.

Pesquisa Ibope que ouviu mil eleitores por telefone mostrou que 81% deles querem o afastamento de Temer e 73% dizem que os parlamentares que votarem a favor do governo não devem ser reeleitos.

02/08, 15 h: ato na Paulista acompanha votação do afastamento

Estão agendados atos em diversos locais do país amanhã, dia da votação. Em São Paulo, a manifestação será a partir das 15h, em frente ao escritório da Presidência da República (Av. Paulista, 2163), com telão instalado para assistir a votação.

De São Paulo, Fernando Borgonovi

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *