Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, São Paulo

Para 73% da população, deputado que salvar Temer não deve ser reeleito

Publicado em 31/07/2017

Fonte:


Nuvens negras no horizonte dos aliados de Temer

Uma pesquisa telefônica do Ibope, a pedido da rede Avaaz, ouviu mil eleitores sobre a votação na Câmara que pode autorizar ou arquivar o pedido de investigação elaborado pela Procuradoria Geral da República contra Michel Temer. Os números são devastadores para o presidente e seus aliados.

Dos entrevistados, 81% querem o prosseguimento da denúncia – ou seja: que Temer seja afastado do cargo para ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal. A sondagem mostra ainda que o desgaste assumido pelos deputados governistas pode custar-lhes o mandato, pois 73% acreditam que o parlamentar que votar para salvar o mandato de Temer não merece ser reeleito em 2018.

Na semana passada, outra pesquisa (CNI/Ibope) já mostrava a animosidade do eleitorado contra Temer. Aprovado por apenas 5% e rejeitado por 70%, Temer já começa a reabilitar o governo Dilma: para 52% a gestão anterior era melhor que a atual.

Governo confia em vitória, mas não garante quorum

Nos últimos dias, ministros e a base governista têm declarado confiança no arquivamento da primeira denúncia, após nomeações de cargos e pagamento de bilhões em emendas parlamentares para aliados.

Contudo, o Planalto admite que não ter votos suficientes para garantir a votação, já que são necessários ao menos 342 deputados presentes para realizá-la. “Quem trabalha com a hipótese de não votar é o plenário. O que talvez não seja possível é darmos todo o quorum apenas com parlamentares do governo”, admitiu o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

A sessão que apreciará a matéria está agendada para o dia 2 de agosto e terá transmissão ao vivo em rede aberta de TV.

De São Paulo, Fernando Borgonovi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *